Senado autoriza empréstimo de mais de R$ 32 milhões para combate à corrupção

 


A onda de manifestações parece ter ligado o sinal amarelo nos governantes brasileiros. A maioria dos movimentos pedem investimentos em saúde, educação e combate à corrupção. Esta última reivindicação, aparentemente, já começa a ser atendida.

Foi publicado no Diário Oficial da União de hoje (20) ato do Senado Federal autorizando  a contratação de crédito externo junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento – BID no  valor de US$ 18 milhões, o que equivale a mais de R$ R$ 32 milhões. A medida assinada pelo Presidente da Casa, senador Renan Calheiros, tem como objetivo subsidiar parcialmente  o Programa de Fortalecimento da Prevenção e Combate à Corrupção na Gestão Pública Brasileira.

O valor será liberado gradualmente ao longo de cinco anos e o país terá até 15 anos para quitar a dívida. A taxa de juros é de até 0,75% ao ano, cobrada a cada seis meses: em maio e novembro. 

Palavras Chaves

Resumo do DOU
Juliano Souza - Criação de Sites