TCU recomenda paralisação de 22 obras federais de infraestrutura

O Tribunal de Contas da União (TCU) informou nesta terça-feira que recomendou a paralisação de 22 obras de infraestrutura. A decisão cabe ao Congresso Nacional, que deverá analisar as auditorias realizadas pelo tribunal.

O Tribunal de Contas da União (TCU) informou nesta terça-feira que recomendou a paralisação de 22 obras de infraestrutura. A decisão cabe ao Congresso Nacional, que deverá analisar as auditorias realizadas pelo tribunal.

Das 22 indicações, 15 são obras remanescentes, ou seja, empreendimentos que não tiveram seus problemas resolvidos. Sete obras tiveram seus primeiros apontamentos de irregularidades.

Em outras 96 obras foram encontrados indícios graves de irregularidades, mas com recomendação de continuidade. As novas obras com recomendação de paralisação incluem quatro terminais portuários no Amazonas, o trecho rodoviário da BR-080 em Goiás, a estrutura de tubovias do Complexo Comperj e a drenagem de bacia em São José do Rio Preto.

Das irregularidades encontradas pelo TCU no balanço do Fiscobras 2012, divulgado hoje, 45% referem-se a práticas de superfaturamento e 41%, a projetos deficientes ou desatualizados.

“Essa situação é resultado da cultura da falta de planejamento e da falta de governança corporativa”, disse o relator do processo, ministro Aroldo Cedraz.

Ao todo, o Fiscobras 2012 avaliou 514 obras, das quais metade são ligadas ao setor de transportes. O total da dotação orçamentária é de R$ 32,7 bilhões.

Fonte: Valor Econômico

Palavras Chaves

Resumo do DOU
Juliano Souza - Criação de Sites